Pensamentos

arrecadas com filigrana de ouro que se usavam nas orelhas. Foram muito usadas em Portugal. Eram constituídas por uma verguinha de ouro, cujas pontas fechavam até ao meio, entrando uma pela outra. Segundo Bluteau, o nome deriva da delicadeza da obra.

Fontes: Bluteau, 1712-1728, vol. VI, p. 399; Moraes, 1980, vol. IV, p. 237; Viterbo, 1965, vol. I, pp. 93, 144, vol. II, p. 474. AD