Atividades

Terra Sonâmbula: reflexões

O passado dia 21 de março ficou marcado pela presença de cerca de 60 estudantes do Agrupamento de Escolas Carlos Amarante no Instituto de Ciências Sociais, da Universidade do Minho. A realização da atividade “Terra Sonâmbula: reflexões”, decorreu no âmbito da parceria estabelecida entre o Projeto “Leituras são Atos”, do Agrupamento de Escolas Carlos Amarante e o Museu Virtual da Lusofonia.
O evento começou com uma breve apresentação do CECS e do Museu Virtual da Lusofonia pelo seu diretor, Moisés de Lemos Martins. As professoras Beatriz Macedo e Alexandra Romero, da Escola Carlos Amarante, discorreram sobre o projeto  “Leituras são Atos”, que tem precisamente as literaturas e as culturas lusófonas como eixo central de intervenção.

Foi proposto aos estudantes a leitura do primeiro capítulo da obra “Terra Sonâmbula” (1992), de Mia Couto, seguida da visualização do excerto correspondente do filme com o mesmo nome, de Teresa Prata (2007).
Nos laboratórios, os estudantes deram continuidade à narrativa, discutindo em grupo sobre o desenlace da história. Esta atividade tinha como objetivo que os estudantes, por momentos, se colocassem no lugar do “Outro”, pensando a sua história e o seu quotidiano.
Esta iniciativa aconteceu no âmbito do Programa Cientificamente Provável, ao qual o CECS se associou, e teve o apoio do projeto “Memories, cultures and identities: how the past weights on the present-day intercultural relations in Mozambique and Portugal?”, financiado pela FCT e pela Rede Aga Khan para o Desenvolvimento.

 

 Vídeo sobre a atividade

 

Trabalhos realizados pelos estudantes